quarta-feira, 19 de agosto de 2009

FAA ordena reparo em portas de jatos da Embraer


Os órgãos reguladores aéreos dos EUA e no exterior uniram forças para exigir reparos e evitar possíveis defeitos nas portas de carga e deslizadores das saídas de emergência em centenas de jatos fabricados pela brasileira Embraer, segundo informa o Wall Street Journal.

Os problemas não causaram danos ou acidentes com os populares modelos Embraer 170 e 190, mas os reguladores citaram significativas questões de segurança ao ordenar a intensificação das inspeções, modificações ou revisões das partes suspeitas.


A Administração Federal de Aviação nos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) propôs nesta terça-feira ordenar inspeções e reparos para assegurar que as portas de carga de proa e de popa dos jatos não abram durante o voo, o que a agência diz que “pode resultar em reduzida integridade estrutural” e possivelmente rápida descompressão.

A FAA disse que existem informes de dois aviões que partiram com as portas de cargas abertas, mas sem qualquer sinal de alerta no painel para avisar os pilotos sobre o problema. A proposta indica que mais de 150 aviões operados por companhias aéreas nos EUA serão afetados.


Os órgãos reguladores de segurança aérea na Europa também adotaram uma ordem de segurança do órgão brasileiro com objetivo de substituir os deslizadores das saídas de emergência nas portas da proa do modelo Embraer 190.

De acordo com a ordem da agência brasileira, o defeito pode impedir a abertura das porta em uma emergência.


Fonte: Poder Aéreo.

Um comentário:

Flavio disse...

Viajei com minha esposa pela TRIP com Embraer 175 e ida e retorno sentimos problemas variação pressão cabine a ponto de provocar dor em seios paranasais. Realizamos vôos boing a altitudes semelhantes e durante a mesma semana e não sentimos tais desconfortos.

SEGUIDORES AEROBLOG

Total de visualizações de página